segunda-feira, 4 de abril de 2011

Malas prontas

Passei uma semana fora de casa, viajando com a banda, conhecendo lugares novos, correndo riscos, conhecendo pessoas, se entregando, correndo riscos. Volto, desfaço minhas malas e olhando-as vazias fico parado refletindo.

Não possuímos quase nada na vida, quase nem possuímos nós mesmos. Os budistas sempre exaltam que nada é, na verdade, tudo está.

"Orai e vigiai", disse Cristo. "Se ligue, porque bobeou, passou", poderia ter dito hoje em dia.

Hoje eu tenho, gosto do que tenho, de como sou, de como me apresento, de como me vêem, de como vejo o que se aproxima e o que está ao meu lado. Mas isso tudo pode de repente ir, pode mesmo.

Sempre que viajo tenho uma impressão de que posso me desfazer de tudo em um único instante, de que posso simplesmente morrer (até porque avião causa essas coisas, né?...rs). É uma sensação ruim, de medo.

Mas sempre que volto pra casa me encho novamente de alegria como se herdasse tudo de mim mesmo ou como se continuamente ganhasse uma nova chance. É uma sensação boa, edificante.

Aí eu olho novamente a mala vazia e bate uma sensação de que precisamos de alguma forma estar com as malas prontas.

7 comentários:

  1. Viajar é sempre bom para reavaliarmos quem somos e quem são... O bom é ficarmos fora de casa dois dias e ao voltar achar que algo está bem diferente... só que cinco minutos depois, percebemos que tudo continua do mesmo jeito...rsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. Será que continua mesmo Kelly?

    ResponderExcluir
  3. Será? Talvez nem a casa nem nós sejamos os mesmos...

    ResponderExcluir
  4. Tib, coisa linda de se ler...
    É amigo, estejamos sempre de malas prontas!!
    Pois, "Nada do q foi será de novo do jeito q já foi um dia, tudo muda o tempo todo no mundo"
    ADOREI tua mensagem
    Mais uma vez parabéns pelas apresentações pelo Brasil!!Sucesso merecido por tamanha entrega de vcs!!
    MIL BJS
    SISSI

    ResponderExcluir
  5. Querido Tiberio,

    Sou de Belém do Pará, onde tive o prazer de conhecer a arte de sua banda, o talendo de vocês é formidável,seus corpos falam de acordo com o que dizem seu corações,senti a essência disso.
    Obrigada pelo show, a noite foi perfeita e eu fui muito feliz.
    Desejo á todos,muito amor, sabedoria e sucesso!!!
    Há! dá um abraço especial em seu tecladista, ele me arrepiou a alma...rsrs

    Espero mesmo, revê-los na cidade das mangueiras.

    Bejinhos...

    ResponderExcluir
  6. Cada nova experiência, vivência, percepção contribuirá para a construção do novo ser que vamos nos tornando a cada minuto. O ser humano é, eternamente, o 'vir a ser', então nada - nunca - será igual. Na minha opinião, as malas devem estar sempre prontas para a próxima parada que é cada novo instante.


    Bom...isso tudo é só viagem de psicóloga. Ou não!

    Beijos,
    Lícia
    Teresina/PI

    ResponderExcluir
  7. Muito legal esse pensamento 'estar com as malas prontas' - pra ir, pra deixar, pra seguir, pra avançar, pra começar de outro ponto, outro momento, de outro sentimento...muito boa reflexão, de verdade :-) Me pegou. bjo

    ResponderExcluir